Talvez, só talvez…

Talvez eu seja pequena demais para entender os enlaces da vida. Talvez eu seja inocente demais para compreender quando não há mais jeito, quando acaba uma situação ou simplesmente quando eu perdi. Mas não adianta, eu continuo errando. E não é por falta de entendimento é por ainda acreditar na perfeição do ser humano. É por ainda crer que todos são inocentes, tolos, ingênuos e felizes. Que todos os homens ainda são capazes de amar e ser solidarios, que todos as mulheres ainda são prendadas e ainda brincam boneca, que todos os adolescentes são como eu e todas as crianças são simples e alegres.

Mas no fundo, bem lá no fundo, eu sei que nada disso existe. Mas eu sou ingênua, tola e ainda confio no homem. Confio nele a ponto de me machucar, e de achar que não tem mais sentido a vida. Porém a vida me mostra que não há condições de passar pela mesma sem sofrimentos e sem uma “cruz” para carregar. E se esta for a minha cruz, eu estarei feliz, pois a cruzes piores que a minha.

Mas eu sou um ser humano e ainda acredito em nós.

Acredite você também!

Anúncios

Um comentário sobre “Talvez, só talvez…

O que achou do texto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s