Uma declaração de amor

            Quem nunca ouviu esta frase: “você é perfeita e eu sou tão pouco!”. Quem nunca se deparou com um amor impossível, com alguém que você quer demais estar perto, mas você não acha uma possibilidade, ora por medo, ora por insegurança. Sinceramente quem nunca amou? Quem é que nunca sentiu o gosto de estar apaixonado e vibrar com a possibilidade de ser compreendido. Porque todo o ser humano tem direito de amar e ser amado.

            Existem vários tipos de amor, dentre os quais citarei os que me recordo:

  • Existe o amor-amor; aquele amor que você ama de verdade e que é correspondido. Este tipo de amor é aquele de pessoas apaixonadas, que estão juntas a um longo tempo e não pensam em separação ou em viver outra vida com outra pessoa.
  • Existe o amorzinho; aquele amor que você não espera muito daquela pessoa pela qual está gostando. È um amor meio estranho, porque tanto faz se ela gosta de você ou não, você viverá a sua vida da mesma forma e nada o impedirá, nem mesmo uma pessoa que não te corresponde.
  • Existe o ‘entre tapas e beijos’; este tipo de amor é o mais confuso e acredito que seja o que muitas pessoas vivem ou sentem. Este amor é aquele: eu te amo, mas você é meio estranha. Mudanças de humor freqüentes ocorrem, mas existe um amor ali no meio, uma preocupação ou amparo e uma ajuda. Este amor acontece porque as duas pessoas são totalmente, incondicionalmente diferentes, mas que seja, elas se amam e isto é amor.
  • Existe o amor ‘grude’; este é pegajoso e não faz bem para ninguém. Este amor corre risco de acabar muito cedo e de estragar as duas pessoas que vivem esta relação. È considerado um amor sim, mas eu não recomendo para ninguém.
  • Existe o amor platônico; este amor é o amor que a minha viveu por um garoto no colegial. É um tipo de amor antigo, mas que as pessoas continuam acreditando nele. Ele é um pouco diferente do amor ‘grude’, porque enquanto um prejudica as duas partes, este só machuca um, aquele que ama platonicamente. O outro não sofre nenhum tipo de dor, ele é amado e isso faz muito bem para o ego. O amor platônico não faz bem, mas é muito bom amar por mais que não seja amado.
  • Existe o amor por distância; não é bom, não faz bem, vocês brigam porque vocês não se vêem e vocês não se encontram e não se abraçam. Não se beijam. Vocês se amam, não há dúvida disso, vocês não se vêem, e ninguém acredita nesse amor, mas há e vocês acreditam e isso que importa. Ele te ama, você o ama. Isto é o AMOR.

Como vocês puderam ver existe várias maneira de amar, de ser amado, mas você não tem que seguir simplesmente um jeito, você pode amar com todas as formas juntas, dando pesos diferentes a cada uma ou fazer o seu próprio jeito de amar. Mas não se esqueça: AME

O amor faz reféns, o amor aprisiona, porém é tão gostoso amar.

 

Mediante esta declaração de amor, termino meu texto com um trecho da música de Roberto Carlos “O grande amor da minha vida”

“Na primeira vê em que eu te vi, eu nunca me esqueci daquele dia, começava o nosso grande amor. O sentimento agente não domina, quando se percebe o grande amor. Percebi que o seu olhar alguma coisa me dizia, quanta coisa linda, tudo aquilo que meu coração queria. Tanta emoção no coração já não podia Sr continua, pois eu acabava de encontrar o grande amor da minha vida! Nunca dia inesquecível eu te encontrei, nos abraçamos demoradamente, depois nos olhamos longamente, sabendo o que era ter um grande amor, palavras lindas cheias de emoção, diziam o quanto agente se amava, mas perto eu te falava, que agente respirava o mesmo ar!” Roberto Carlos

 

E você qual tipo de amor VOCÊ mais se identifica?

Mariana Cassiano, sábado 17/10

Anúncios

7 comentários sobre “Uma declaração de amor

O que achou do texto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s