Um professor chato!

Nota: ao ler este depoimento (que em seu decorrer terá algumas interrupções para comentários pessoais), por favor, não achem que é implicância de mina parte, muito menos constrangimento, isto é apenas um desabafo, na tentativa de dizer o que não se pode falar, se é que vocês me entendem.

            Era uma vez um professor da rede privada de ensino de Roraima, que era chato! Quando seu nome eclodia juntamente com sua entrada na sala de aula, a turma inteira sentava em suas carteiras e telepaticamente se entreolhavam e pensavam: “Ferrou!”. O mesmo por sua vez não percebia a insatisfação da turma mediante sua aula, por mais que a mesma fosse bem transparente com seus sentimentos, demonstrando: sono, cansaço, feições trancadas e clara falta de atenção.

            Seu nome era Eduardo, lecionava Biologia para duas turmas do 2º ano do Ensino Médio e era chato.

Novamente uma nota: desculpem novamente minha interrupção e perdoe-me mais uma vez a palavra chato é que infelizmente não dá, não há possibilidade de continuar este texto sem usar a mesma palavra. Então voltando…

            Todas as sextas feiras exatamente as 11h00min da manhã Eduardo dava suas aulas. Era pontual, exigente e chato (rs!) e terminava sua aula exatamente 13h00min  da tarde. Era como a paz voltando a reinar na vidinha daqueles alunos que por sua vez não aprenderam nada nem de novo, muito menos de diferente, algo que os fantasiasse, algo que os fizesse amar biologia, ele era chato e só.

            Ele não mudava, ele não pensava em mudar, era ignorante, sempre achava que a turma estava errada, que a mesma era infantil e não estava preparada para os vestibulares da vida. Eduardo não confiava em sua turma, não era amigo da mesma, era apenas um professor. E a turma precisava de um amigo, pois no próximo ano a mesma se separaria em peso e precisaria de apoio para a mesma continuar unida, até mesmo com um professor como ele. (…)

Mais uma notinha: Pois é, este professor é meio difícil de lidar não é mesmo? A turma já não sabia o que fazer. Bom, quando ele mudar, se ele mudar, eu venho aqui e continuo a história para você, porque até agora ele ainda é assim. Então eu gostaria de terminar minha crônica desta maneira:

Por enquanto esta história acaba diferente das demais, com um fim sem fim e começos iguais, mas o que dizer? Ele era chato e nada mais!

 

Mariana, 21-10-09

Anúncios

3 comentários sobre “Um professor chato!

  1. regiane disse:

    já parou para pensar como os conceitos estão mudando ultima mente a cada ano tudo muda as pessoas mudam os modos de pensar mudam e os professores coitados não mudam
    e se acham desvalorizados se acham criticados a todos os momentos claro não podem mudar as regras de ensino tudo mudou e não podem renovar o modo de ensinar conforme os novo de hoje em dia os alunos de antigamente não são os mesmos de agora e eles teimam em dizer nosssa na minha época, na minha época sabe o que que eles querem dizer com isso tudo, desculpe mas tem que se renovar me desculpe mas tem que aprimorar, temos que enviar uma carta para os politicos pra que possam deixar os professores mais livres pra poderem se inovar
    pra poderem se reciclar e descobrirem que não são os donos da verdade, mas tem professores que pode até dizer mas eu gosto do modo antigo de ensino tá tão bom assim mas tem professores que não são acomodadoss e já práticam um modo novo de ensino dá brincadeiras e jogos
    escolares onde vale ponto na nota claro que tem os dias
    que eles só entram pra gene escrever escrever copiar da
    lousa mas tem dia que eles vem de bem com a vida e dá uma dinamica bem legal daquelas que são práticadas em um teste de empreza ou mesmo em uma faculdade é bem legal precisamos inovar, acompanhar a evolução porque os anos correm a vida passa e ninguém vai perder se puderem a companhar o ritimo

    • Existe acompanhar o ritmo e ser o ritmo. Isto porque o professor não precisa de autorização para inovar, para dinamizar, para melhorar e mudar. Professor não precisa de um giz novo, nem de uma apostila atualizada para fazer-se entender perante uma turma. Não digo bricnadeira e jugos, muito pelo contrário, há formas muito mais interessantes de cativar um aluno para esinar até mesmo a matéria mais dificil do mundo. Professor não rpecisa estar de bem com a vida como os alunos também não, mas creio eu, que todos os alunos tem que gostar do professor, estando ele em seu dia legal ou não. Isto porque existe algo que se chama respeito e est tipo de respeito é necessário dentro de um ambiente de escola. Contudo, o que vemos agora é uma sala de aula onde os alunos tem que respeitar os professores, e muitas das vezes os professores não os respeitam. Mas é nessa hora que falam de superioridade. Que superioridade? Em um mundo onde muitos alunos estão as vezes sabendo mais que seus professores? Onde não param na sala de aula, por acharem a matéria fácil, isrto pode até ser desrepeito. Mas desrepeito também não seria se por acaso um professor não aceitasse aprender com seus alunos? Por serem mais velhos, mais vividos, com um curriculo em uma faculdade? O que muda? Em uma sociedade onde tudo o que precisar é rapidamente encontrado com apenas alguns digitos em um retangulo delimitado? Porque não aprender? Porque não inovar sem perder a força na caneta e sem esquecer-se do ditado? Existem Professores e Professores. Todos com o mesmo “P”, com o mesmo sutaque, mas uns amam ser professores, enquanto outros apenas os são. Existem Professores e Desbravadores. Enquanto uns se prender a um Portugues levemente corriqueiro, outros estão no pátio ensinando sobre a Terceira Revolução Industrial de um jeito bem diferente.
      Enquanto você é os Estados Unidos, eu serei Alemanha, depois a gente troca. – Disse um Desbravador.

O que achou do texto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s