Entregar-se ao amor

            Ela era uma menina diferente das outras. Escrevia, sonhava e realizava tudo o que colocava em pauta. Gostava de flores, roupas simples e paetês. Tinha sonhos que não realizava e vida que tentava viver da melhor maneira possível. Tinha metas, objetivos e vontade de viver. Tinha personalidade. Sabia dançar de uma forma engraçada. Era simples, gentil e amiga. Era muito amiga. Era incrivelmente amiga. A menina era doce e rompia qualquer barreira entre ela e a solidão. Ela amava escancaradamente.

            Ele era um menino igual aos outros de sua idade, mas no fundo para ela, ele era diferente. Futebol, vídeo game, histórias para contar, amigos sempre ao lado e olhos por todos os lados. Tinha sonhos também, tinha vontades que possivelmente realizaria. Era amigo, um grande amigo. Ele amava quieto.

            Ninguém sabia, mas seus caminhos iriam se juntar. Talvez por serem parecidos demais, talvez por serem deste jeito, infinitamente compreensíveis. Somavam-se, não se completavam. Até por que metades da laranja não são felizes para sempre. Agora duas pessoas, somando-se podem sim recorrer a um final feliz em uma soma de mais.

            Estavam assim, sem saber de que maneira iriam agir na próxima esquina. Estavam temerosos ao futuro, já que somente ele poderia mostrar algum modo de pensar e ser. Mas estavam juntos, de alguma forma. Eles não queriam a eternidade, mas lutavam pro mais um dia, mas um momento juntos e assim quem sabe um dia eles não poderiam almejar por algo mais difícil de alcançar.

            Eles eram assim e era desta forma que estava caminhando para o certo. Para o alcançável. Ele fazia gols para ela e ela gritava seu nome a cada rodada de um novo jogo. E viviam assim cada dia, na medida do possível, na intensidade aproveitável para o momento. Desta maneira eles estavam felizes. Ele estava feliz e ela encontrará uma felicidade que a conquistava infinitamente cada dia mais. Era viciante. Era enlouquecedor.

            Ela era encanto. Ele era sorriso. E os dois, acredito eu, que sejam amor. Mas eu não posso afirmar já que a história é deles, cabe a mim somente escrever. Mas se fosse para dizer algo, diria que algo muito especial esta por vir, se ele souber o que fazer e ela souber como sonhar. Não perca tempo, é melhor ter o que mais se ama, á dar valor quando se perde.

Anúncios

2 comentários sobre “Entregar-se ao amor

O que achou do texto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s