I hate everything

Odeio você. Quer dizer, odeio quando você está certo. Mas odeio muito mais quando você mente pra mim. Odeio chorar três noites seguidas e dormir um dia inteiro, acordar com o nariz vermelho e o travesseiro molhado. Mas odeio ainda mais deixar de sonhar com você, deixar de chorar por você. Deixar de pensar. Odeio quando você some e não dá notícias, me deixando preocupada e louca atrás de você. Porém, odeio mais ainda quando reaparece e revira minha vida novamente de ponta cabeças. Fazendo com que eu sinta aquele frio na barriga e aquela imensa vontade de não te perder novamente. Odeio quando finge falar de amor, com toda aquela pronuncia certa de um português que me fascina. Mas me odeia mais ainda quando brigamos quinta e hoje é domingo e você ainda não ligou. Odeio quando você não faz o que eu peço e quero, quando não responde minhas mensagens. Mas odeio ainda mais quando sozinhos, você diz tudo o que eu preciso ouvir e quando eu menos espero me manda um pedaço de música que me deixa sem fala e só me faz completá-la. Odeio sua voz no telefone e sua chamada logo após nossa despedida dizendo que já está com saudades. Contudo, odeio ainda mais ficar sem escutá-la por um dia que seja. Odeio seu jeito estranho de falar de amor e suas supostas frases secretas que dedica a mim. Mas odeio muito mais imaginar que as mesmas não sejam para mim e que você não as escreva. Odeio sua total falta de sensibilidade para com os meus problemas e suas frases feitas depois de um começo de conversa. Porém odeio mais ainda pensar em viver sem escutar você dizer que “vai dar tudo certo” e que “acredita em mim”. Odeio quando depois de uma eternidade você aparece e diz que ainda me ama e que precisa de mim. Todavia odeio muito mais quando me ignora e me tira como alguém invisível. A propósito, odeio quando diz que me ama e isso é o de menos. Odeio quando diz que “quer me ver bem”, “que nunca se apaixonou” e “que quer estar comigo”. Mas tenho que admitir que odeio mais ainda o fato de amar ouvir isso. Odeio quando você pergunta como estou, numa singela tentativa de esperar um “estou com saudades”, ou um “sem você não faz sentido”. Porém, odeio muito mais o fato de sempre dizer tudo o que você espera, de também usar estas frases feitas que me trazem você para mais perto. Contudo, no final, o que eu mais odeio é o quanto eu não consigo odiar você. Como esta façanha está tão distante de mim e tão longe. Odeio não conseguir te esquecer. Odeio te querer. Odeio te perder. Odeio amar você.

Anúncios

O que achou do texto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s