História de nós dois

Eles nunca davam certo juntos. Todas as vezes que tentavam era em vão. Mas acredito que nessa história eles poderiam esperar muito mais coisas a falar e dizer. Um amor tão forte e puro como este não iria acabar de forma alguma e se acabasse não seria daquele jeito. Mas antes de contar o fim é melhor vocês lerem a história.

Eles brigavam todas as vezes que algo se intrometia no meio daquele amor, ou simplesmente quando ela via que não ia dar certo. Milhares foram às vezes que ela tentou acabar com a fantasia de amar uma pessoa que dera tanto pouco valor a ela. Rasgara papéis de carta, fotos e jogara músicas que de nada adiantava escutar, pois só a faziam cair em lágrimas e ficar mais deprimida do que na noite passada. Do outro lado da ponte, podemos dizer assim, lá estava ele, tentando entender o porquê de seus telefonemas não atendidos, de sua inconstância. Tentando entender o que causara tanta dor e distância.

E em meio a tudo isso eles brigam e enquanto isso ela pensa que seria mentira se ela dissesse que não sente nada, que a vida é melhor sem ele ao seu lado. Ele provavelmente iria rir da sua cara, pois conhece seu sorriso e ele o seu olhar. Enquanto isso, ela ri disfarcadamente, mesmo sem precisar. E por dentro, ela admite que ama mesmo e é ruim para disfarçar. Entre milhares de coisas que ambos disseram, não cabe dizerem que são somente amigos. E por mais que ela diga que não o ama, a frase fica meio estranha e presa em algo que não sai, talvez seja culpa do coração. Ela não consegue o esquecer de jeito nenhum.

E do outro lado, daquela ponte, ele diz para seus amigos mais próximos que procurou se esconder para não encará-la. Para não ter que dizer e escutar de novo as mesmas coisas, já que não adiantam nada. E assim, mesmo em vão, ele tenta iludir seus amigos ao dizer que não está nem aí para as conversas e que a história deles dois não o interessa. Mas ela também conhece seu sorriso e lê o seu olhar. E por mais que ele diga que esquece, não esquece nada.

E nesse momento algum dos dois telefones tocam. Era uma hora da manhã quando ela passa a escutar o silêncio. Uma lágrima cai de seus olhos e ele diz que a ama. E preso em um emaranhado de desafios e de dilemas, eles permanecem unidos e fazendo juras de amor eterno e de cumplicidade que os mantêm juntos e fieis ao seu destino. E o tempo passa. E vai passar mais ainda. E essa menina nunca deixará de escrever sobre ele. E esse menino nunca deixará de ligar para ela quando a saudade bater. Talvez amar seja isso. Talvez não demonstrar não significa não sentir. Mas esses dois, ainda me darão muito trabalho. Há muitas coisas a serem escritas ainda. Há muito amor. Eles sabem, eu sei.

Anúncios

2 comentários sobre “História de nós dois

O que achou do texto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s