Inexplicavelmente

Eu nunca pensei que amar era assim. Sentir tantas coisas ao mesmo tempo e passar por uma mistura de sensações. Ora te amo, ora te odeio e depois te amo muito mais. Por favor, me diga o que será isto enquanto há tempo, enquanto eu posso tentar mudar. Mesmo sendo você as primeiras e últimas coisas que eu penso no dia. Se o que vivo é um sonho, não me acorde e venha dormir comigo, para permanecermos assim, juntos, sem ninguém a nos acordar.

Já tentei explicar para mim e para o mundo o que me faz prosseguir com esta loucura, mas o motivo não me parece tão apropriado e explicável. Já parei para pensar e tentar intensificar o que sinto por você, mais uma vez cai assim por terra, pois não consigo entender o que me faz gostar tanto de você. Tentei explicar pra mim mesma porque ainda acredito em você e em tudo o que você diz, mas não busco a explicação que me mantenha a distancia dos seus telefonemas e de sua voz. Talvez porque a resposta se chame amor ou não, seja apenas algo que não sei ainda o nome.

Eu nunca pensei que amar era assim. Sentir tantas coisas ao mesmo tempo e pas… Já disse isso não é mesmo? Talvez seja mesmo amor. Repetir tudo o que o coração não cansa de dizer.

Anúncios

O que achou do texto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s