Não era amor

Não era amor. Eram sorrisos e lágrimas. Eram dois telefones desligados. Era inverno. Uma bota na porta. Mas não era amor. Eram músicas novas a cada dia. Era perigo. Desejo. Compreensão. Eram brigas e reconciliações imediatas. Eram conselhos e risadas. Mas não era amor. Eram noites em claro. Eram chamadas na madrugada. Eram flertes após nossos encontros. Mas não era amor. Eram gritos. Ciúmes. Declarações. Era “eu te amo” no fim das ligações. Eram sorrisos e lágrimas. Mas não era amor. Eram desculpas e mais desculpas. Eram promessas de mudança. Eram olhares comprometedores. Eram pedidos de socorro. Mas não era amor. Era uma proteção desprotegida. Era um abraço reconfortante. Eram sininhos batendo após os beijos. Era entrega. Mas não era amor. Era cuidado. Zelo. Preocupação. Era noite. Dia. Primavera e verão. Era carinho. Mas não era amor. Era melhor. Muito melhor.

Anúncios

O que achou do texto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s