“Mãe” das melhores famílias

Não existe nada mais engraçado do que mãe querendo se esquivar de assuntos que possam ser altamente desconfortáveis para elas. Chegar para elas e dizer “Nossa o menino que eu fiquei na balada é tão gato mãe”, “Putz, aquele professor não me entende, ele ferrou a turma toda, mãe”, “Mãe briguei com a Jaqueline. Pois é, minha ex melhor amiga. Mãe ela usou o mesmo esmalte que eu?! Vê se pode?” “Tipo assim, sabe? A gente falou que ia pro shopping, mas agora não vamos mais tá?” é a mesma coisa que falar com o vento, ou falar com alguém que por não entender vai te repreender. Argumentos chulos, entendidos somente por pessoas abaixo dos trinta, ou se você tiver sorte uns trinta e cinco. Mas como todas as mães são inteligentes, podendo existir algumas exceções, por não entenderem nada – ou quase nada, por que a palavra “mãe” é a única coisa compreendida por elas –, as mesmas começam um interminável interrogatório, que chega até a ser engraçado, como: “Mas não era o João que você andava de beijinhos, Julia? Agora é outro?” “Não me importa que os outros alunos tenham ido mal, você não é todo mundo” “Eu sempre te falei que a Jaqueline era má companhia, sempre, mas você não me escuta… Nunca fui com a cara dela. Tem inveja de você filha”, “Não vai pra outro lugar coisa nenhuma, vem para casa agora”. Isso porque não sabem realmente o que dizer e por mais que falem “eu sou sua mãe, mas sou sua amiga”, o lado “mãe” sempre, em toda a ocasião vai ser maior. Você pode ter uma mãe amiga, mas o amiga vem por conseqüência, o mãe é implantado desde o seu choro. E não é aquele que ela te fez sofrer porque quebrou o vidro da sala não, é o seu primeiro choro. Parece até que já viemos ao mundo esperando que isso aconteça, enfim. O que é mais engraçado é o fato delas quererem saber tudo: “Aonde você vai?” “Quem é seu professor?” “Almoçou hoje?” “Bebeu?” “Quem são seus amigos?” “Você está gostando de alguém?” Paro na última, porque agora eu vou começar a explicá-la. A frase envolvida é: “Você está gostando de alguém?” Primeiro você olha para ela e diz: “Não!” Mas ela não leva fé e começa a pressionar até que você aos poucos se abre: “É tem um menino…” Começa o interrogatório: Nome, idade, qual turma, altura, “já se beijaram?”, “quando que eu não vi?”, “mora onde?”, “bebe, fuma, tem piercing, alargador, tatuagem?” […] Inúmeras perguntas que te fazem indagar “Para que eu abri a boca?” Mas não, você quis se abrir com uma pessoa que não sabe lidar com o assunto e que tenta entrar no seu mundo e não sabe nem o que fazer quando chega lá, pois é volta a ser “mãe”, só mãe mesmo. Portanto, essa é a história engraçada que prometi contar a vocês. Uma história entre mãe e filha. Filha e mãe. Mas mãe do que filha ou mais filha que mãe. Não importa a ordem, isso de uma forma ou de outra acontece nas melhores famílias. Mas ó mãe, eu te amo. Só evite querer saber tudo, você não vai entender ou não vai gostar. É não vai gostar, entender, quer dizer.

Anúncios

2 comentários sobre ““Mãe” das melhores famílias

  1. Patrícia disse:

    “Hoje és novo, amanhã velho serás!”, e entenderas muitas das coisas que hoje em dia, a adrenalina juvenil, faz com que te revoltes.
    Quando olha-se para o lado direito e depois para o esquerdo, damos uma olhadela a nossa volta e pensamos assim: “as minhas amigas é que têm sorte, a mãe delas são hiper fixe!”, “a minha ta ficando “velha”, não me entende, é uma grande seca, faz inumeras perguntas, mas pensa que lhe vou responder? Não Não, ela é careta!
    Depois não adianta dizer: ” Mãe te amo! “me desculpa”, as mães são sempre na visão de seus filhos umas: caretas, antiquadas, museus ambulantes, mala sem alça, brega, insuportavel mas só tem uma coisa boa: é a carteira de dinheiro ou o cartão de crédito!
    Tu achas que as tuas amigas te querem bem? Tu achas que ele te ama? Achas que as amigas das tuas amigas ou as mães destas é que são fixes? Achas as perguntas da tua mãe serem “caretas”?
    Então querida não sabes ainda nada da vida!!!!!!!!!
    Mãe que é mãe da tudo de si pelo filho, da a sua alma, o seu coração tudo, ela torna-se uma leoa para os proteger, mas isso na ossa idade é tido como brega.
    Um dia cairas em ti, olharas a tua volta e veras que estas sem o teu pilar, e te sentiras frágil e bamba, mas será tarde, pois a dita “velhota” já cá não estara, e o arrependimento vira, e a saudade falara, e a dor do vazio e do arrependimento te assustara. Ame intensamente tua MÃE, sê amiga dela, não inveje as “mães” das tuas hoje “amigas”, pois ela passam sem que tu faças parte da vida dela, mas a tua mãe é a tua vida, é aquela que te deu vida, e que luta para que a tua vida seja mais alegre e condigna que a dela.
    Sê amiga dela, pois o tempo Urge depressa!
    Beijão

    • No dia em que meu “eu te amo” para minha mãe for falso, você pode voltar a repetir todas estas frases novamente. Porque até agora não me enquadro em nada do que disses e nem a minha mãe. Mas te garanto uma coisa, ela é a pessoa mais importante da minha vida e eu nunca diria nada com o intuito de a machucar. Porque a minha mãe, para mim, é a melhor mãe do mundo e eu nunca invejei outras mães, porque ela para mim é que tem que ser invejada.
      Beijos!

O que achou do texto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s