Uma estrela no lugar do coração

 

Deixe falarem. Deixe que digam que não vale à pena chorar, gritar, esbravejar. Não importa se não acreditam. O que faz um bom botafoguense é no que ele acredita e não o que os outros, aqueles que não estão nem aí, acreditam. Quem disse que não podemos ter esperança a cada chute, a gol dado pelos adversários, que por melhor ou pior que sejam passe longe do nosso gol. Choro mesmo, e continuarei chorando todas as vezes que for preciso. “Ninguém cala esse chororô”? E tomara que não cale jamais. Choraremos a cada vitória e a cada derrota. A cada empate com “eles” (vocês sabem de quem eu falo). Não importa se a chuva colaborar ou se o sol nos fizer gritar em excesso por não aguentar mais essa vida. Sofrer, sem problemas, quem não sofre não é? Desistir jamais. Até porque meus ídolos me ensinaram que não dá pra se desistir, uma vez que veste este manto. Uma vez que se escuta esse canto. Uma vez que se vibra tamanha a emoção. Não, não dá pra desistir. Time pequeno aos olhos de quem zoa. Porque só sabem zoar, mas não tem “boca” o suficiente pra debater sem subir no salto. Time grande aos olhos de quem sente. Não é fácil, devo admitir. Mas quem foi que disse que seria fácil? Amar nunca é fácil. Amar uma coisa que ao mesmo tempo em que está bem frente aos seus olhos está a metros de distância, porque você não pode pular aquele muro, dar na cara daqueles jogadores e dizer que você quer raça. Que você implora que eles vibrem com a torcida. Que eles peçam pra gente gritar mais, cantar mais, pular mais… A gente não se importa de ser exigido desde que esse esforço venha em forma de gol, ou pelo menos em forma de raça. Queremos jogadores que não desistam nem mesmo depois do apito final. Queremos jogadores que vão até o final, que pulem as placas, que fiquem roucos com a torcida, que sejam leves em campo, que comemorem conosco cada gol feito: CONOSCO. Buscamos amantes do futebol botafoguense e não jogadores contratados que nem ali gostariam de estar realmente.

 

Enquanto isso eu continuo gritando, chorando por que no final não é o que “eles” cantam que importa e sim o mais belo cântico que sai no Engenhão. Isso porque “Ninguém cala… Esse nosso amor”.

Mariana Cassiano

Anúncios

2 comentários sobre “Uma estrela no lugar do coração

O que achou do texto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s