Extrañando

tumblr_lemr2ecgHf1qfo1xlo1_500

Nostalgia. Talvez seja a palavra que me defina. Não neste momento, tão pouco falo de ontem. Atribuo a tal nostalgia, à saudade que sinto das palavras. Crescemos e esquecemos do peso que tem as mesmas possuem. Tornamo-nos tão escravos da técnica que quando indagados sobre o que é o amor, nos fechamos e meio inertes àquelas velhas conhecidas, ficamos calados, receosos de nossa verdadeira paixão: elas, estas, tão breves tão poucas e amáveis amigas. Palavras. Conjunto de sentimentos e não uma simples aglomeração de letras que só fazem sentido de estiverem juntas. Não. Quando se escreve com o coração, podemos colocar as palavras separadas até mesmo por pontos, somando assim uma interjeição, ou somente pausas grandiosas entre as mesmas. Sim, podemos pausar nossos sentimentos. Os pontos não são finais para quem ama escrever, pontos são como os semáforos. Esperamos que o trem da vida passe para que leiamos novamente tudo o que fora escrito, mudemos alguns tempos verbais e logo assim que a cor verde surge naquele tão certo círculo continuamos a escrever nossas histórias. Hoje esse sentimento reascendeu neste coração já um pouco esquecido de como as palavras o faziam bem. Um bem um tanto estranho, mas que nunca poderia ter deixado de existir. Escrever não é somente uma maneira de dizer ao mundo o que sente ou vive, não é um somatório de palavras ou uma multiplicação de criatividade, não. Escrever é uma vida, um planeta, um dos sentidos mais importantes que existem. Escrever sou eu.

Mariana Cassiano

Anúncios

O que achou do texto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s