O ato de ajudar

image

As vezes em nossas vidas passamos por dificuldades e problemas que nos impedem de olhar para o mundo em que vivemos e perceber o quanto somos agraciados por Deus por tudo que temos. Reclamamos das dores sentidas ao longo da vida, mas nos esquecemos daqueles que passam por tantas dores, doenças e problemas (e muitas das vezes todos juntos, de uma só vez). Problemas que não os permite procurar um médico, até mesmo por vergonha de sua condição tão humilde e pequena.
Reclamamos que a comida está quente demais ou fria demais, que a água para  o banho está gelada ou porque não tem ninguém para te dar atenção. E esquecemos daqueles que gostariam somente da nossa presença de um simples “eu estou aqui”. Reclamamos como se no mundo só existissem pessoas como “nós” e nos esquecemos do lado contrário.
Hoje tive a graça ter umas das noites mais lindas da minha vida. Minha Paróquia Nossa Senhora Aparecida, propôs que mensalmente nós fizéssemos a doação de quentinhas a moradores de rua que encontrássemos pela nossa cidade e adjacências. E assim fizemos.
Chegando em cada morador, cada um com sua história, cada um com sua necessidade. Uns queriam água – olhem só – tínhamos suco e eles queriam simplesmente água. Outros pediam roupas, alimento. E outro porém nada pediu, pediu tão simplesmente uma oração. O mais simples e puro que nós poderíamos oferecer, ali, naquela noite…Tudo Deus nos proporcionava a graça de poder dar a eles.
Contudo, não venho aqui enaltecer o trabalho de jovens que decidiram juntos estar ali naquele lugar em uma sexta feira, quando poderiam estar em tantos outros… Mas venho aqui agradecer todas as palavras que recebemos. Sim, que recebemos. Nós fomos lá para dar paz e acalmar o coração daqueles moradores e quando parávamos em cada local eram eles que nos acolhiam como iguais, como irmãos e eles que nos davam as suas palavras. Palavras de esperança, de amor. Palavras de quem não tem nada, mas tem um Deus que muda o impossível. Pessoas que não possuem bens, comida, mas possuem algo bem maior: a certeza de que estarão junto a Deus um dia. E neste dia não haverá dor, tristeza, fome, frio. Neste dia não haverá guerra, maldade, ofensa. Onde só haverá amor.

Saímos pensando que mudaríamos a vida de alguém. Voltamos mudamos.

Obrigada a família que Deus pode colocar em minha vida. Amigos pela fé. Que o Senhor nos ajude e fortifique nossa amizade em Cristo e nossa união.

Salmo 34
Clamou este pobre, e o Senhor o ouviu, e o salvou de todas as suas angústias.
O anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que o temem, e os livra.
Provai, e vede que o Senhor é bom; bem-aventurado o homem que nele confia.
Temei ao Senhor, vós, os seus santos, pois nada falta aos que o temem.
Os filhos dos leões necessitam e sofrem fome, mas àqueles que buscam ao Senhor bem nenhum faltará.

Mariana Cassiano

Anúncios

3 comentários sobre “O ato de ajudar

  1. É um privilégio que existam pessoas que fazem o bem sem pedir nada em troca, em muitos outros casos se vê atitudes de egocentrismo, onde o único que importa é a si próprio. Todo ser humano têm o direito de ser um ser especial neste mundo. Parabéns!

O que achou do texto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s