Simplesmente

Quando as palavras não tiverem mais os mesmos sentidos, ou quando o vento no cabelo não te der vontade de deixá-lo solto, simplesmente feche os olhos e imagine que tudo um dia vai passar. Quando aquela música (aquela!), tocar novamente no rádio e uma nuvem preta aparecer no céu azul bem em cima da sua cabeça, simplesmente desligue o rádio e esqueça por alguns segundos que a sua vida precisa de uma trilha sonora. Quando te der medo de seguir o caminho que antes seguia tão calmamente, e o coração não souber mais o que é acelerar durante alguns minutos como se o mundo fosse acabar e você precisasse ganhar a corrida, simplesmente respire fundo, o coração acelerava antes por medo e não por “sei lá o que” você possa estar pensando. E quanto a esses medos, quando eles vierem (e eles sempre vão vir, menina), simplesmente feche os olhos. Você não precisa mais ter receio, nem das coisas, nem de ninguém. Precisa é ter pavor de continuar escutando o que eu falo e fechar os olhos por qualquer coisa.

Hei menina, abra os olhos, a vida é muito mais do que o passado que como o próprio nome já diz: passou.

Mariana Cassiano

Anúncios

O que achou do texto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s