Guerra

Odeio quando você some sem me dar explicações, mas amo quando sem pedir fala qualquer coisa que me deixa sem palavras.

Odeio quando emudece e finge não entender o que eu quero dizer, mas adoro quando puxa o assunto e comenta sobre esse nosso futuro incerto.

Odeio quando não liga para minhas frases monótonas tentando chamar sua atenção, mas amo quando pede para que não fale mais nenhuma palavra e escute somente a vontade que exala de nós dois.

Odeio quando pensa estar tudo bem quando na verdade não está, mas adoro quando aparece de surpresa falando qualquer besteira para puxar assunto comigo.

Odeio essa distância, esse silêncio, essa indiferença, mas adoro o seu carinho, sua imagem, seu sorriso. Não vou mentir, muitas vezes vou dormir com vontade de te deixar e não mais procurar saber de você. Pena que essa vontade dura somente alguns minutos, porque acordo com vontade de te ligar. Existe uma guerra dentro de mim, meu amor, maior que qualquer ataque (seu, meu, nosso) possa vencer. Já pensei em te esquecer, mas eu te amo demais, essa é a única verdade. E mesmo que esse futuro seja incerto, vale o risco, eu tenho certeza que vale, o risco. Por você eu venço mil guerras desde esteja do outro lado do mundo me esperando chegar.

Até mesmo você distante é o de mais real que eu gostaria de ter.

Mariana Cassiano

Anúncios

O que achou do texto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s