Portfólio de tristezas

I
Do lado da minha cama vários papéis
Textos escritos a mão e cheios de significado
amassados e rasgados
textos que escrevi enquanto esperava as lágrimas caírem
ou fazerem pelo menos o seu caminho que saia dos olhos
e paravam no canto da boca
todos os textos em vão
Nenhum deles ficou ao nível que você merece
Todos ficarão bons demais para você.

II
Eu desisti de você
mesmo estando os todos os dias na minha cabeça
Eu desisti de você
mesmo que meu orgulho tenha que ser engolido
todas as vezes que eu vejo alguma fotografia sua perdida por aqui
Eu desisti de você
por causa daquele telefonema as 4 da tarde
e você não deu a mínima
Eu desisti de você
desde quando eu te pedi uma palavra e veio o silêncio
Eu desisti de você
quando eu quis te abraçar e você só quis calor
Eu desisti de você
e mesmo que seja para você este texto
foi só para te dizer que eu desisti
Eu desisti de você.

III
Você não nasceu para ser amada
isso é normal e acontece
em uma a cada dez pessoas
e foi você a premiada
Ponha logo nesta cabeça
de uma vez por todas
que as vezes só as vezes
você não nasceu para ser amada
Depois de quatro ou cinco vezes
acaba aprendendo e parando de tentar
E se um dia você aceitar
nunca mais vai sentir nada

IV
E esse coração de pedra, menina? Nasceu no seu peito ou você fez questão de esculpir?

V
“E a dor é tanta que você precisou fragmentar seu textos em vários pedaços?”
– É para combinar com o coração, moça.

Mariana Cassiano

 

 

Anúncios

O que achou do texto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s