Fogo

Quando os olhares se cruzam e ficam se distraindo para não admitir que estão se fitando, o coração amolece. Quando as mãos frias se tocam e se repelem e devagarzinho vão se aproximando até que uma possa aquecer a outra, o coração amolece mais um pucado. Quando o primeiro pensamento do dia e o último são frases feitas e com pouco significado, mas com muita sinceridade, o coração amolece mais um pouquinho.
E imersos a milhares de quandos, porquês, comos, eles vão levando aquilo que chamam de “conhecimento”. Ora não se pode ter por rotina algo que não se conhece, não se pode exigir presença daquilo que não se sabe a constância. O tempo faz questão de andar mais devagar quando pensem em apressar as coisas. Então não sejam tolos iguais casais apaixonados, nem cometam os mesmos erros de outrora, entendam que o gostoso de uma relação é sentir cada encaixe que existe, não no corpo, mas na alma.
Entendam que não existe um botão chamado evolução, evolução se conquista com um passo de cada vez, quando a admiração supera o desejo, e a vontade de ver aquele sorriso outra vez ganha por nocaute da vontade (seja ela qual for).
Dizem que eu te amo é a frase mais bonita que pode soar de uma boca ao fim de uma conversa. Que mentira! Bom mesmo é desligar o telefone ou se despedir no portão de casa e dizer: você não faz ideia do quando está me fazendo feliz.

Mariana Cassiano

Anúncios

O que achou do texto?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s